Tendência

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Câmara de Criciúma negou aprovação de projeto de reajuste salarial de vereadores

Enquanto o pais passa por uma recessão jamais vista em nossa história,o Governo Federal consegue aprovar a primeira fase do projeto que aumentará o tempo mínimo de idade do trabalhador que era de 55 para 65 anos, e as Câmaras de Vereadores aumentam significantemente o salário dos Vereadores, gerando revolta e ações na justiça em todo´País. Em plena campanha eleitoral e praticamente sem dar mídia a sessão, foi aprovado por unanimidade dos presentes no do dia 20 de Setembro em Itamaraju, o Projeto de Lei 013/2016 que reajusta os salários dos vereadores do município de Itamaraju para R$ 10.128,90 (dez mil, cento e vinte e oito reais e noventa centavos). Passado o período eleitoral, a população através das redes sociais, porque os veículos e sites chapa branca do Poder Legislativo não deram publicidade ao vergonhoso aumento, começa a se manifestar pois só agora tomou conhecimento da falta de respeito a todos os trabalhadores e agentes públicos que não recebem aumento a anos, como é o caso dos educadores, e parece que já foi criado um movimento que lutará com uma PETIÇÃO PÚBLICA pedindo a redução dos salários dos Vereadores em Itamaraju, o movimento cresceu nas redes sociais e parece que deve tomar corpo nos próximos dias. exemplo: VEREADORES DE CRICIÚMA REJEITAM AUMENTO DE SALÁRIO Em resposta a rumores que circulam nas redes sociais acerca de uma possível aprovação de projeto de reajuste salarial dos vereadores, aprovado na noite desta segunda-feira (26), o legislativo de Criciúma, por meio da assessoria de comunicação, emitiu uma nota de esclarecimento sobre o assunto no mesmo dia. Confira: “Vimos por meio desta, manifestar que neste ano de 2016, o Poder Legislativo de Criciúma, decidiu congelar os salários dos vereadores conforme PL 11/2016, que culminou na Lei nº 6.708, de 31 de março de 2016. A matéria visou à revisão anual dos subsídios dos Vereadores e do Presidente da Câmara Municipal de Criciúma. Com a aprovação, os salários dos edis não sofreram reajuste. Em junho, por obrigação legal, os parlamentares fixaram o subsídio dos agentes políticos, e com isso foi votado apenas a aplicação da inflação para a próxima legislatura – 2017 – e não o ganho real. Reforçamos que em março deste ano, os vereadores de Criciúma decidiram, por unanimidade, congelar os próprios salários. A decisão partiu do princípio de que o momento político e econômico não é adequado para a discussão de aumento salarial dos vereadores.” http://criciumanews.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A TRIBUNA BAHIA

Noticias 24 horas do Sul da Bahia- Agência Porto Press Comunicação-Você repórter 73-99994-2798- whatsapp

Follow by Email

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Traduzido Por: Mais Template - Designed: Blogger Templates - Curioso Curiosidades