Tendência

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Movimento Fiscaliza Itamaraju emite nota de repúdio contra atitude do Presidente Chico Giló

Segundo o Movimento Fiscaliza Itamaraju o ato de desrespeito à Constituição Federal ocorrido ontem (18/04) na Câmara de vereadores de Itamaraju foi absurdo e afrontoso a sociedade.

 De posse de duas denúncias contra o ex presidente da casa, Chico Do Hotel, ambas devidamente protocoladas, o atual presidente da casa  Chico Jiló,não realizou a leitura na íntegra e nem colocou em votação o acolhimento das denúncias como previsto no Decreto Lei 201/1967 em seu artigo 5°: "II - De posse da denúncia, o Presidente da Câmara, na primeira sessão, determinará sua leitura e consultará a Câmara sobre o seu recebimento.
  O Presidente da Casa Chico Giló não realizou a leitura na íntegra e nem colocou em votação o acolhimento das denúncias como previsto no Decreto Lei 201/1967 em seu artigo 5°: "II segundo o movimento Fiscaliza e responderá na justiça


 Decidido o recebimento, pelo voto da maioria dos presentes, na mesma sessão será constituída a Comissão processante, com três Vereadores sorteados entre os desimpedidos, os quais elegerão, desde logo, o Presidente e o Relator." De forma protecionista e totalmente desrespeitosa com a transparência e com a população, com seu livre entendimento, decidiu "encaminhar as denúncias para o departamento jurídico da Câmara", pois segundo ele, "não estaria lá para crucificar ninguém". 

Sendo assim, o grupo entende que na ocorrência de desrespeito às normas constitucionais vigentes, o remédio a ser adotado é o ingresso de Mandado de Segurança buscando que os preceitos constitucionais sejam resguardados nessa cidade, e, especialmente, na câmara de Vereadores, local onde deveria ser preservado e garantidos os direitos do cidadão Itamarajuense. 
Chico do Hotel emitiu cheques sem fundos segundo acusações do Fiscaliza Itamaraju


Houve muita gritaria durante os poucos minutos em que ocorreu a sessão,  o Vereador Flavinho ligado ao Prefeito Marcelo foi vaiado durante todo o tempo em que tentou fazer reivindicações para o Bairro Santo Antonio, chegou a ameaçar os que protestavam. ''Não tenho medo de grupinhos políticos'' Disse o Vereadorer sob vaia coletiva. Logo o Presidente encerrou a sessão sem a manifestação dos demais Vereadores. Populares gritavam palavras de ordem, enquanto os edis se retiraram para seus gabinetes.
O Caso será levado a justiça, muitos acreditam que os colegas Vereadores não tenham coragem de iniciar o processo de cassação de Chico do Hotel, mas que ele ficará inelegível. Enquanto a situação de Giló pode amargar por descumprir o regimento interno e as leis orgânicas 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A TRIBUNA BAHIA

Noticias 24 horas do Sul da Bahia- Agência Porto Press Comunicação-Você repórter 73-99994-2798- whatsapp

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Traduzido Por: Mais Template - Designed: Blogger Templates - Curioso Curiosidades