Últimas Notícias

Vaza áudio em que enfermeira é orientada a fazer eutanásia no Hospital Regional em Teixeira de Freitas/ A Tribuna Bahia

Vaza áudio em que enfermeira é orientada a fazer eutanásia no Hospital Regional em Teixeira

POR:SBN NOTICIAS
Uma enfermeira que trabalha na Unacon (Unidade de Alta Complexidade em Onologia), no Hospital Regional de Teixeira de Freitas-Bahia, enviou uma mensagem de áudio em um grupo de WhatsApp (rede social) desabafando, e expondo a sua indignação acerca do que acabará de presenciar.
Resultado de imagem para eutanasia
 No desabafo a mesma relata que estava muito triste porque havia visto uma paciente oncológica  ( com câncer ) pedir ao médico responsável  que fizesse eutanásia nela.
Segundo o áudio, o médico concordou em fazer o procedimento, que é proibido no Brasil por ser considerado assassinato, e determinou à enfermeira que aplicasse um remédio para “cessar” o sofrimento da paciente.
O médico que teria autorizado a suposta eutanásia seria parente do prefeito Temóteo Brito. O assunto viralizou e causou polêmica em Teixeira de Freitas. Devido à gravidade do fato, o Ministério Público deverá ser acionado para investigar este suposto crime de morte assistida.
Os nomes do médico e da paciente estão sendo preservados para não atrapalhar a apuração dos fatos de uma investigação criminal que deverá ser aberta nos próximos dias, haja vista a gravidade dos fatos relatados nos áudios.
O médico responsável pela UNACON-Unidade de Alta Complexidade em Oncologia- mesmo diante da repercussão da suposta prática de eutanásia viajou de avião para a cidade mineira de Almenara e não quis dar entrevista, esclarecendo oficialmente o que de fato teria acontecido naquela unidade público hospitalar. O prefeito tampouco quis se manifestar até o fechamento dessa matéria, e o secretário de saúde o Sr. Rodrigo Kuada não foi localizado para explicar o ocorrido. 
O que é eutanásia? 
A eutanásia acontece quando um indivíduo decide interromper a própria vida por se encontrar em situação de intenso sofrimento oriundo de uma doença incurável. A abreviação da vida do paciente é feita de maneira controlada e é assistida por um especialista.
Ouçam os áudio:
O fato é que o Hospital Regional da cidade de Teixeira de Freitas tem sido nos últimos 9 meses o centro de inúmeras denuncias tanto no Ministério Público Estadual como no Ministério Público Federal, devido os inexplicáveis altos índices de mortalidade naquela unidade. De janeiro a setembro do corrente ano foram mais de 260 mortes ( algumas delas simplesmente inexplicáveis ) após a contratação da empresa gestora S3 Estratégias e Soluções em Saúde que já contabiliza pelo menos duas ações na Justiça Estadual e Federal por incapacidade de gerência, improbidade e mal uso do erário público. Vale ressalta que a referida empresa foi contratada sem licitação pelo atual prefeito Timóteo Alves de Brito através de uma EMERGÊNCIA FABRICADA, e que pode lhe render duras consequências na justiça federal.

Nenhum comentário