Últimas Notícias

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, fogo e atividades ao ar livre
Fotografias: Bilú Sergio-Reprodução Facebook

Aconteceu na desta terça 12, um protesto entre moradores  bairro Primavera, eles fecharam a BA-489 que liga Itamaraju ao município de  Prado. O protesto  foi contra o o anuncio do fechamento de uma creche naquele Bairro.
Com faixas, cartazes eles gritavam palavras de ordem e atearam fogo em pneus e madeiras.
Os manifestantes cobraram a presença de um representante do executivo municipal, ou da Secretaria Municipal de Educação e assistencial social para negociar a permanência da creche no bairro.
 que existe há cerca de 20 anos.


A imagem pode conter: 1 pessoa, atividades ao ar livre

A Creche existe ha 20 anos, e o fechamento faz parte de um plano de ''reordenamento'' da Secretaria de Educação para transferir os alunos para a nova creche construída no Governo anterior no Bairro Bela Vista colado ao Primavera.
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, fogo e atividades ao ar livre

As tentativas frustradas do Governo do Prefeito Marcelo Angenica em  enxugar a maquina administrativa, tem se confrontado com a falta de dialogo com a sociedade, e o temperamento da Secretaria de Educação Jaciara  Pereira, que apesar das grandes referencias ao seu nome e elogios por parte de educadores lotados no município que acham que ela vem fazendo uma excelente gestão, mais deixa a desejar quando a questão é ''Dialogo.''

Segundo informações, ela teria batido de frente com o Prefeito Marcelo Angenica para que os cargos dos educadores não tivesse ''apadrinhamento'', e ganhou a empatia da maioria dos Vereadores.
Outro fato que desgastou o Governo foi o confronto com a APAE e ter tocado nas feridas da Pastoral da Criança. e agora enfrentar protestos dos moradores ao anunciar o fechamento da Creche Primavera que existe há mais de 20 anos.

A pesar de ter fechado um ''estranho'' pacote para asfaltamento do centro da cidade, que aliás deveria ter acontecido no aniversario do município dia 05 de outubro, mas por conta de ter aparecido empresa demais para a bolada asfáltica, acabou mudando de data para que os supostos interessados pudessem de fato participar livremente da licitação e cumprir o ''averbado''.

Pensando em melhorar a imagem do Governo com o asfalto, iluminação de Natal, Pintura de meio-fio e presépio na Praça, o Prefeito acabou ganhando o repudio da população que vive as margens da miséria na periferias da cidade, enquanto ele asfaltava ruas do centro em perfeito estado de conservação, as chuvas corriam levando barro, lama e desaguando nas crateras e ruas intransitáveis a mais de 50 anos de historia, nos mais diversos bairros da grande Itamaraju. principalmente no Itatiaia,  Bairro Jucuruçu, onde moradores interditaram a BA-489, no perímetro urbano de Itamaraju durante a manhã do dia  (14/12), em forma de protesto contra as péssimas condições da localidade.
O asfaltamento de ruas já pavimentadas no centro da cidade revoltou a população. Até agora não se sabe qual foi o ''mentor intelectual dessa façanha'', se foi agentes do comércio, ou um gênio da vassoura.

Apesar das ruas do centro estarem todas iluminadas com ''Luzes de Natal''  ,existe rua que esta as escuras a mais de um ano.

Para tentar dar a volta por cima, o Prefeito  fez contrato para asfaltar mais de 25 m2 na cidade e a principio optou pelo centro, onde da mais mídia, enquanto isso Ruas centrais estão intransitáveis, e ainda precisam de obras de saneamento, o que ficaria muito caro. O mercado Municipal da cidade baixa  esta em ruínas e as ruas transversais tomadas pelo mato, lixo e urubus. Já os Distritos e Povoados estão abandonados, a não ser Nova Alegria que esta sendo cortada pelo asfalto do Governo do Estado, com uma  emenda de pavimentação feita pelo deputado Valmir Assunção do PT.  A Saúde tão prometida em campanha, virou caso de chacota. Equipamentos comprados, trocados e com preços diferenciados, exoneração de Diretor do Hospital, postos fechados por ordem da Gestão e, mentiras em emissoras de radio ao afirmar que  em os psfs contavam com médicos., para se ter uma ideia, a nossa reportagem constatou que no Povoado de Vila União não aparece médico ha dois anos.

Nenhum comentário