http://www.saude.ba.gov.br/policlinicasregionais


A Tribuna24Hs/ Uldurico e Carleto encabeçam lista dos mais faltosos no Congresso. Valmir Assunção esteve 100% nas sessões

Levantamento realizado pela coluna Satélite do jornal Correio revelou os nomes dos parlamentares baianos mais faltosos e os mais assíduos às sessões na Assembleia Legislativa em 2017. Os deputados federais Sérgio Brito (PSD) e Irmão Lázaro (PSC) ganharam no ranking dos que mais faltaram ao trabalho, enquanto o petista Valmir Assunção foi o único que registrou 100% de presença no ano, comparecendo a todas as 119 sessões realizadas.
Resultado de imagem para VALMIR ASSUNÇÃO UNICO PRESENTE EM TODAS AS SESSOES
Valmir Assunção 100% ao trabalho
Irmão Lázaro e Sérgio Brito lideram com 45 faltas cada. Ainda lideram o índice de falta nas comissões, com Lázaro estando ausente em 80,3% dos 66 encontros realizados das duas comissões de que faz parte, enquanto Brito registrou ausência em 79,5% de ausências em 73 reuniões das três comissões que participa.
Completam o ranking dos cinco mais ausentes,
Resultado de imagem para Uldurico

Uldurico Junior 73, 7 de faltas

Uldurico Júnior (PV), com 73,7% de faltas, Lúcio Vieira Lima (PMDB) - 70,6% - e
Resultado de imagem para ronaldo carleto
Ronaldo Carletto (PP) - 69,2% de faltas.
Ja no ranking da assiduidade, o deputado do PT, Valmir Assunção, foi o único a estar presente a 100% das sessões realizadas no ano. Já Roberto Britto (PP) faltou apenas uma vez. Completam o índice Félix Mendonça Júnior (PDT), Bacelar (Podemos) e Antônio Brito (PSD), com três ausências cada.
Entre os baianos, Félix Mendonça Junior foi o mais assíduo nas reuniões das comissões que faz parte. Ele faltou somente 2,1% das 237 reuniões dos nove colegiados que participa. Nelson Pelegrino (PT) aparece em segundo, faltando a 5,8% dos encontros de suas comissões, seguido por Davidson Magalhães (PCdoB), com 6,8%. Jorge Solla (PT), teve 11,8% de faltas, e Paulo Magalhães (PSD

Nenhum comentário