http://www.saude.ba.gov.br/policlinicasregionais


Porto Seguro/ Região: Representantes do Transporte Alterativo falam sobre Crise do Abastecimento de combustíveis na Terra Mãe do Brasil



Em entrevista a Rádio Porto Brasil FM, nesta terça – feira (29) foram entrevistados os representantes legais do Transporte Alternativo de Porto Seguro, onde foi abordado diversos assuntos entre eles, Crise no abastecimento do combustíveis e o Transporte Alternativo em Porto Seguro. 

Durante a entrevista com os representantes da categoria do Transporte Alternativo, representando as seguintes entidades : Unificação AMOTEPS e COOPTAUIPS, fizeram uma nota de esclarecimento e ouviram também alguns ouvintes, cedido o espaço pelo locutor Tarcísio vieira. 


De acordo com os representantes da associação Unificação AMOTEPS e da COOPTAUIPS os mesmos reafirmaram o preço real da passagem que é de R$ 3.50 e repudia a ação de algumas pessoas que estão cobrando um preço que não seja este, se oportunizando do momento da greve e da falta de combustível para praticar e cobrar os preços abusivos. 
De acordo os representes AMOTEPS ( Associação dos Motoristas de Taxis Especial de Porto Seguro), “ Nós repudiamos estes aumentos abusivos praticados por pessoas que não representam o Transporte Alternativo em nossa cidade, e falou também que “ os moradores se possível, anotarem as placas e passarem para as entidades representantes; para tomarem as providencia cabíveis”. Destacou Sidney Portugal, um dos representantes da AMOTEPS. 

Para os representantes da COOPTAUIPS (Cooperativa de Transporte Alternativo Urbano e Intermunicipal de Porto Seguro). “A Grande Necessidade da população é poder ir e voltar do trabalho ou da Escola e ter um Transporte que atenda suas necessidades”. Por isso há mais de 11 anos, buscamos prestar serviços de qualidade com responsabilidade e compromisso com a população, estamos diariamente buscando a legalidade perante os órgãos legais, já contamos com apoio de diversos seguimentos da sociedade e grande maioria dos Vereadores , Associações, Sindicatos e sociedade em geral. Queremos trabalhar de forma legalizada atendendo as necessidades da comunidade “finalizou Geovane Santos Costa.

Nenhum comentário